Conectado por
Rondônia, quinta, 22 de fevereiro de 2024.

Geral

Em posse de ministros, Bolsonaro diz que “sonho” de Ramagem na PF continua

Compartilhe:

Publicado por

em

Os novos ministros da Justiça e Segurança Pública e da Advocacia-Geral da União tomaram posse nessa quarta-feira, no Palácio do Planalto, em Brasília.

Aos 43 anos, o procurador da Fazenda Nacional José Levi Mello assume a AGU afirmando que a advocacia pública precisa ser proativa, atuando da consulta à implementação das políticas públicas, sempre respeitando a Constituição. O novo advogado-geral usou as medidas provisórias como exemplo.

José Levi Mello assume a AGU no lugar de André Mendonça, escolhido por Bolsonaro para substituir Sergio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

O novo ministro da Segurança Pública se comprometeu com quatro questões – uma delas é o combate à criminalidade.

Outro compromisso assumido pelo novo ministro da Justiça foi com a valorização dos agentes de segurança.

André Mendonça afirmou que pretende trabalhar de forma integrada com estados e municípios. Disse ainda que terá uma atuação técnica, imparcial e sempre disposta a prestar contas.

O presidente Jair Bolsonaro disse que confia nos novos ministros.

Diante dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, e do ministro Gilmar Mendes, Bolsonaro disse respeitar o poder Judiciário.

Contudo, criticou a decisão do ministro Alexandre de Moraes de revogar a posse do indicado por ele para diretor-geral da Polícia Federal.

Na decisão liminar, o ministro Alexandre de Moraes considerou possível desvio de finalidade e de inobservância dos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público.

Fonte: Ag. Brasil